PARA AS MULHERES

23:05

Dia 8 , foi dia das mulheres ...eu não postei nada porque não acho uma data importante ..
DIA DAS MULHERES !! é todo dia ...
Existem mulheres extraordinárias ...que fazem coisas extraordinárias ...
Mães
Esposas
Executivas
Amigas
Donas de Casa
Pastoras
Bispas
Missionárias

Mulheres de todo jeito que batalham o dia inteiro, seja na casa , com os filhos ou no trabalho ou fazendo os dois ao mesmo tempo...
Por isso eu gostei muito de um post da Fernanda Brum sobre dia das mulheres ,copio ele aqui para que vcs possam ler.

Que mulher você escolherá ser ?


Estava eu em meu computador, tentando entender o Dia Internacional da Mulher. Queria saber quem o inventou, quem o sancionou, o quanto isso era importante para mulheres como nós, mulheres de ouro da IBC.
Descobri que o Dia Internacional da Mulher nasceu em meio a marchas e protestos de trabalhadoras nova-iorquinas. Mulheres que sonhavam com melhores condições de trabalho e direitos iguais.
Diz a história, que 149 mulheres morreram queimadas em um incêndio, enquanto trabalhavam em uma fábrica, a Triangle Shirtwaist, na cidade de Nova Iorque, em 25 de março de 1911. Quanta dor...
Quanta força desde os tempos de Marta na labuta em casa para ser a melhor...
Sou uma jovem pastora de 32 anos e, desde a adolescência, aprendi a ser forte com minha mãe, uma vendedora de atacado que rodava 200 km por dia em seu carro, sem ar condicionado, para garantir meu estudo em colégio particular e meu conforto de filha única.
Aprendi a trabalhar muito e a pagar minhas contas em dia com uma mulher incansável que venceu as agruras de um divórcio aos 40 anos. Enxergo o mundo das mulheres por esses óculos, óculos de coragem, óculos de fé e de força, mas, acima de tudo, óculos de quebrantamento.
Decidi não ser Marta a vida toda, decidi não marchar em protestos todo o tempo, decidi não brigar por meus direitos, decidi não me defender. Decidi deixar Deus julgar por mim, como justo juiz, minhas causas.
Decidi amar e acolher minhas amigas e minhas ovelhas, decidi chorar com os que choram... Poderia ser Olga, mas resolvi ser Maria; poderia ser Maíza, mas prefiro ser Fernanda Brum; poderia ser Carmem Miranda, mas me encanta a princesa Diana...
Estive na Inglaterra e nunca esquecerei o paradoxo entre a Rainha mãe viva e Lady Di morta. Como a piedade fala, apesar do túmulo.Sou do tipo que prefere chorar para ser curada a resistir para ser amarga.
Gosto de olhar nos olhos das mulheres que atendo e ver por trás de suas íris a verdade do céu. Deus criou mulheres para amar. Sabemos bem como fazer isso, mas precisamos aprender a respeitar. Poucas mulheres sabem como respeitar.
Estava eu em um carro em São Paulo, cheio de jovens preciosas sorrindo muito, enquanto um jovem rapaz dirigia para nós. Em um flash de segundos, começaram a debochar, brincando e duvidando da capacidade do rapaz em encontrar o endereço. O jovem, muito encabulado, parou para perguntar muitas vezes (coisa que os homens não fazem mesmo, hahah). Em dado momento, eu mesma não agüentei as brincadeiras que já estavam descabidas e disse: “Não se fala assim com um homem...”Fez-se silêncio “tumbal” e a jovem do banco da frente, noiva do então motorista, quase engoliu a língua.
Eu sorri para quebrar o clima, mas o jovem se vingou com um simples: “Uiiiiiii, fala Deus !!!”
Existem mulheres e mulheres...
E como vamos comemorar o Dia Internacional da Mulher? Só depende de nós.
Eu já decidi exatamente quem eu quero ser no dia oito de março!
Quero ser uma Maria num mundo de Martas.
Não quero ter razão, só quero ser feliz.
Pra. Fernanda Brum

You Might Also Like

0 comentários